quarta-feira, 7 de março de 2018


UMA JACA AQUI TÃO PERTO...
 Em 2005 inventariei 553 espécies de plantas nos jardins da Universidade da Madeira / Tecnopólo.
A maioria das plantas vieram do Jardim Botânico Engº Rui Vieira e dos jardins da Matur, que foram desmantelados por imposição do aumento do aeroporto.
Durante os primeiros anos os espaços verdes que envolvem o complexo UMA / Tecnopólo foram razoavelmente cuidados e as plantas cresceram rapidamente.

Já com uma extraordinária riqueza florística consolidada, os jardins começaram a exibir sintomas de abandono. Os trilhos quase desapareceram, a instalação eléctrica apresenta preocupantes sinais de degradação, o lixo passou a fazer parte da paisagem e as espécies mais frágeis sucumbiram.
Mesmo assim aquele espaço à beira da Ribeira de São João continua povoado com espécies notáveis.
Na manhã chuvosa de ontem voltei a embrenhar-me na mata-jardim para estudar as minhas amigas, que se queixaram de raramente receberem visitas e, reforçaram, que alguns dos poucos visitantes são indesejáveis. Disseram-me, que nem a fruta que produzem é apreciada.
Foi o caso da Jaqueira (Artocarpus heterophyllus), da família Moraceae, originária da Índia, que, graças à chuva das últimas semanas, está viçosa. Este é o seu período de floração e alguns frutos já vingaram. Se não houver vandalismo irão crescer até Junho ou Julho, atingindo 5 a 7 quilos. Depois serão mais cinco a seis meses de amadurecimento e lá para o Natal, quando a casca estiver amarela e as saliências bem desenvolvidas, as Jacas estarão óptimas para serem consumidas.
Os gomos, que se localizam no interior do enorme sincarpo, contêm uma semente grande envolvida por uma polpa viscosa e com forte aroma. As sementes só podem ser comidas depois de assadas, porque cruas são tóxicas. A polpa come-se fresca e é uma saborosa iguaria.
Despedi-me da Jaqueira, da Macadamia e da Jujuba, já com as sábias palavras Mário Quintana alojadas nos neurónios:
"O que mata um jardim não é o abandono. O que mata um jardim é esse olhar de quem por ele passa indiferente".
07.03.2018

Raimundo Quintal

2 comentários:

amsf disse...

Essas Jacas têm frutificado mas os seus frutos acabam a apodrecer no chão por falta de conhecimentos culinários...

Anónimo disse...

A jaca é um fruto muito bom, no brasil chegam a atingir 60 Kilos.