terça-feira, 13 de junho de 2017

Benza-te Deus!


Cafôfo, Chapeau!

Um 'crime' quase perfeito





Os que se lamentavam por ter eleito em 2013 para presidente da Câmara do Funchal um 'arrumador de motas' reconhecem agora o seu meio-engano. Paulo Cafôfo revela-se cada vez mais um especialista em marketing e nem sequer precisamos de mostrar grandes exemplos. Mas, numa fase em que candidatos como Gil Canha abrem fogo sobre o recandidato à chefia da edilidade, faz míngua reconhecer que o Mayor continua com os escaparates sob absoluto controlo. O nosso 'Pepsodent' entra hoje mais uma vez pelos matutinos dentro asfixiando os próprios cabeçalhos de marca, na primeira página! Honra ao mérito.

É claro que estas coisas têm os seus custos. Os outros presidentes de câmara também precisam de se auto-propagandear e aquilo é suplementos atrás de cadernos "informativos". Pior ainda, o desgoverno é um 'ver se te avias' com propaganda secretaria por secretaria, 50 vezes mais do que as autarquias. Depois, para não perderem terreno, todos eles inflacionam a propaganda em número de páginas. 
Sim, a saga seria entusiasmante se não custasse os olhos da cara a um povo esfomeado, desempregado, emigrado, sem Saúde nem condições na Educação. É como aqueles "crimes quase perfeitos". Em quanto é que não vai importar a propaganda de hoje?





Benza-te Deus, Paulo!

17 comentários:

Anónimo disse...

É este o jornalismo isento e ético que vive dos suplementos pagos pela CMF

Anónimo disse...

Ricaço do Faial e Câmara do DN tomavam há pouco, café nas esplanadas frente ao Casino Park.
Há muita coisa a tratar, inclusive os patrocínios ao piloto.

Anónimo disse...

já vi obras mais caras que um reles passadiço não ter honras de capa

se queria dar capa a Praia Formosa ( que formosa não tem nada) era anunciar um grande projeto imobiliário para lá

Anónimo disse...

Este fulano, Cafofo, não tem honra nenhuma.
O Gil Canha chama-lhe corrupto, diz o piorio dele, e o homem engole tudo e nem pia.
Já lá diz o povo: quem não se sente...
Coitado do avô Cafofo, trazido às páginas do DN recentemente, vê agora o neto fazer esta figura de pessoa cobarde e sem honra.
E eu que sou daqueles que acha o Gil Canha um exagerado, começo a pensar se ele não terá razão.

Anónimo disse...

então quando a Rubina foi á praia formosa denunciar o abandono a que aquela praia estava votada há anos, caiu o carmo e a trindade porque a responsabilidade era da Sociedade de Desenvolvimento, agora vem o Cafofo dizer que vai fazer os passadiços? Anda tudo distraído ou andamos a enganar tontos?

Anónimo disse...

Anónimo das 11:45.
Exacto. Cafofo anuncia obra para salvar a imagem pública da sua adversária.
Parece que nestas eleições há um conluio para fazer os votantes a escolher entre o mau e o ainda pior, fazendo esquecer os restantes candidatos.

Anónimo disse...

Já toda a gente percebeu que o DN é um instrumento comercial puro e duro. O JM vai no mesmo caminho. Aquilo não é jornalismo. Os jornalistas estão a ser joguetes de uma estratégia comercial agressiva que está a asfixiar empresas, camaras e governo. A administração do DN, com o conluio da direcao de informação e subserviência dos jornalistas, tem em marcha um garrote sobre tudo o que é susceptível de mexer em dinheiro.
Para ter boa imprensa nesta terra tem de pagar e bem!
Faz lembrar as máfias italianas!

Anónimo disse...

Uma merda de um passadiço custa 80 MIL EUROS?!!!!! E, faz-se uma Manchete com isto? Ainda restam dúvidas de como aquele contrato de publicidade do Ecotrail aqui denunciado no Fénix no valor de 300 MIL EUROS, foi um grande negócio, não para os funchalenses, mas sim para o Cafofo! Depois das eleições, veremos se o Povo abriu o olho ou, se quer continuar a levar nele!

Anónimo disse...

Olha o careca ate ja quer uma policia para perseguir à vontade os tristes que votarem nele. Livra mais um motivo para derrotar este cafofoco, já parece a gestapo

Anónimo disse...

É tipo o carnidense com os pasquins "desportivos".

Anónimo disse...

Então ele expulsou o Canha porque andava a perseguir os comerciantes e suas esplanadas e agora quer a Policia Municipal? Já vi o filme...

Anónimo disse...

Quando um passadiço dá capa no DN... o que dizer? São 20 mil euros/mês que a CMF paga a este matutino. Agora o novo diretor do JM está a embarcar na mesma toada, à espera que lhe caia alguma publicidade no colo.
E assim vão o estado das coisas nesta terra. Muito triste mesmo.

Anónimo disse...

Aqueles pedaços de madeira custam 80 mil euros? 40 mil já era uma verba exorbitante e pornográfica, quanto mais 80 mil! Onde anda o MP? Como dizia o ex-vereador Henrique Costa Neves, ninguém é demitido, e ninguém vai preso?

Anónimo disse...

Ó senhor anónimo das 11:43,quem não deve não teme.Outro ditado: conversas loucas, orelhas moucas.Outro: Cada cabeça sua sentença.

Anónimo disse...

Sim, sim... Ou então é aquele ditado popular que diz: contra factos, não há argumentos!!!
Estão a descobrir a careca do careca...
Lololol

Anónimo disse...

Se o Cafofo disse que a Câmara tem de ser facilitista porque razão quer agora policia municipal? Ou eu sou burro?

Anónimo disse...

A noticia do JM “Cafôfo dispensa metade e convida João Baptista”, levou-o no próprio dia, a entregar um direito de resposta para publicação no JM. Ainda formulou uma queixa na ERC e pediu publicamento a demissão do director.
A noticia do DN "Paulo Cafôfo é um CORRUPTO", levou-o tão-só a pedir aos partidos da sua Coligação que se repudiassem por ele e apenas contra o entrevistado.
O Ministério Público na Madeira tem de investigar se se trata de difamação de Gil Canha, ou corrupção de um governante em funções. Aliás o DIAP é mesmo em frente ao trabalho do "difamado", ele não precisa de andar às voltas para estacionar.