terça-feira, 27 de fevereiro de 2018

K-Feiticeiro Sousa


'Armas' em verso popular




Muita maldade já vi
Dizer isto bem apetecia
O Armas foi castigado aqui
Isso ele não merecia

Um dia o lobo avariou
Ficou amarrado á doca
O Armas não atracou
Esperando pela sua troca

Andava vagueando lá fora
Esperando lugar para atracar
O Lobo fazia demora
E não queria zarpar

O Armas passou o dia inteiro
Navegando de lado para lado
Em terra estava um guerreiro
Com torpedeiro bem armado

Depois de tantas horas
O Lobo foi rebocado do local
Alguém arrepiou esporas
E o caso foi descalabro total

Enfim o Armas atracou
Os visitantes desembarcaram
O caso por aqui não ficou 
As complicações começaram

Foram cabeças degoladas
Ficaram uns donos indispostos
Levantaram-se chicotadas
Até nos responsáveis dos portos


Estranhas são avarias
A coincidirem no mesmo dia
Serão coisas de mestrias
Numa arte de hipocrisia

8 comentários:

Anónimo disse...

;) Temos poeta marujo! :)

Anónimo disse...

Os Sousas mais o Jardim e a Conceição Estudante fizeram tudo para afugentar o Armas. É esta a verdade!

Anónimo disse...


A lei do retorno pode demorar,mas vem sempre.Aqui se fazem ,aqui se pagam...

Anónimo disse...

Enquanto não nos livrarmos dos sousas, vamos continuar a ser explorados, e seus escravos!

Anónimo disse...

E o Povo voltou a eleger a corja a soldo do Grupo Sousa...
Mas têm uma alternativa, em breve: o Cafôfo que também já foi metido no bolso pelo Dono Disto Tudo, da Rua da Praia!

Anónimo disse...

Jpp o resto rua

Anónimo disse...

Os grandes grupos já andam todos a apoiar o Cafofo por detrás e o PSD vai ficar a falar sozinho. Viva o grupo Sousa!

Anónimo disse...

se o grupo sousa apoia cafofo quer dizer que mesmo com cafofo não vai haver ferry?