quarta-feira, 28 de fevereiro de 2018

Nota de imprensa do PSD-M


As falsidades do líder parlamentar do PS/Madeira

Tendo em conta recentes declarações e atitudes do líder do Grupo Parlamentar do PS-M, o PSD-M afirma o seguinte:
  • O líder parlamentar do PS/Madeira continua a colocar os interesses da República e do seu partido ao nível nacional à frente dos interesses dos Madeirenses e dos Porto-santenses, não passando de uma marionete nas mãos de agentes estranhos à Região.
  • Nesta defesa intransigente daquilo que é indefensável, tenta atirar areia para os olhos das pessoas.
  • Incomoda ao líder parlamentar socialista, e ao PS em geral, o facto de o PSD/Madeira ter incluído a obra do Novo Hospital no seu manifesto eleitoral e programa de Governo, sufragado pela população, desenvolvendo todos os esforços para que esta infraestrutura seja uma realidade e fazendo da Saúde uma das suas áreas prioritárias de atuação.
  • O Governo Regional há muito que cumpre com os seus compromissos para com esta obra, de interesse decisivo para a RegiãoQuem não cumpre é a República e o Governo do PS do Dr. António Costa que o prometeu numa visita à Região, como todos sabem.
  • Assim como todos sabem que a situação da saúde no continente, como se tem visto pelas notícias, é que está muito pior do que estava, incluindo no período em que estivemos sujeitos aos ditames da troika, como, de resto, foi admitido recentemente pelo Ministro da Saúde.

O secretário-geral do PSD/Madeira

Rui Abreu

10 comentários:

Anónimo disse...

Custa-me acreditar como alguém ainda acredita nesse senhor, que não tem um pingo de verticalidade.

Anónimo disse...

Não gosto do Carlos Pereira, não desgosto do Emanuel Camara, mas votei em Carlos Pereira porque Emanuel não manda nada, é apenas uma marionete do clã - Freitas/Pessegueiro/Cafofo.

Anónimo disse...

A mediocridade deste líder parlamentar não precisa de apresentações!

Anónimo disse...

O primeiro-damo devia ir para as urgências do Hospital de Faro, para ser bem tratado àquela cabeça.
Lá, onde já se fala em prescindir de certos exames de diagnóstico para pessoas idosas.
É a geringonça na saúde. E ainda falam do Hospital do Funchal.
Vergonha.

Anónimo disse...

Estes PSDs prometem a torto e a direito cumprir aquilo que é seu dever sem que o façam e agora passam o tempo a acanalhar quem não lhes deve nada?! Só faltava premiar esta canalha irresponsável e arrogante!
O Estado na Madeira é o Governo Regional e não o Governo da República, seja ele do PSD ou do PS ou de quem for. Vão trabalhar mafiosos...

Anónimo disse...

O estado é o estado. Não são governos.
E as responsabilidades do estado têm que ser assumidas. Pelo menos é o que diz a constituição.

Anónimo disse...

Ao das 11:57

"as responsabilidades do estado têm que ser assumidas" por cada governo nos respetivos territórios. Porque vivemos numa região autónoma o Governo Regional assume cá o mesmo papel que o Governo da República no retângulo; cobra impostos e gasta-os. Também gostava de receber o ordenado e que os meus país me pagassem as contas! 230 milhões a título de solidariedade não basta bem outros serviços cujo valor é superior a esse? A quem deve o governo da República pedinchar da mesma forma que o Governo Regional?!

Anónimo disse...

Ó das 14.44, quando todo o dinheiro dos impostos aqui cobrados cá ficarem, eu dou-lhe razão. Até lá, não.

Anónimo disse...

Só demonstra a sua ignorância ao revelar que ignora que todos os impostos, taxas, multas, etc cá ficam!

Anónimo disse...

Sempre ficaram os impostos nesta triste terra e continuam a serem mal gastos por este desgoverno. Que ainda afirmam serem insuficientes para os desmandos.que fazem. Falam muito de um sistema fiscal diferente para a Madeira, coitados dos madeirenses e porto-santenses com essa ideia treslocada, andamos de tanga ficavamos depenados.