sábado, 18 de março de 2017

Apresentação de Roquelino Ornelas


"Santa Cruz merece um executivo
que trabalhe em prol de todos"


"Um homem culto, ponderado e de bom senso, um homem que, ao contrário de certos indivíduos que por aí andam, o que promete faz e que, em vez de conversa fiada, concretiza ações em prol da população".
Foi desta forma que o presidente do PSD/Madeira descreveu o candidato do partido à Câmara Municipal de Santa Cruz, Roquelino Ornelas, no jantar de apresentação que decorreu hoje, junto ao mercado municipal. 
Perante mais de mil pessoas, Miguel Albuquerque disse causar-lhe imensa tristeza ver que, ao fim de três anos e meio, "de promessas, conversa fiada e de camisolinhas verdes", o segundo concelho, em termos de população, da Madeira esteja completamente "estagnado". "Não se vê obras, não se vê desenvolvimento e continua a conversa para enganar tolos", afirmou, acrescentando que a população de Santa Cruz merece ter um executivo que trabalhe em prol de todos e que concretize alguma coisa de útil para os cidadãos". "É muito bonito nós constatarmos que há certas pessoas que nasceram para ser eleitas e concretizar obra", salientou o presidente do PSD/Madeira, ao contrário de outros que "prometeram mundos e fundos" e que quando chegaram aos lugares não fizeram nada, "desculpando-se com o que aconteceu antigamente". "Estamos fartos disto, não queremos desculpas, queremos ações em prol do desenvolvimento do concelho de Santa Cruz", continuou, reiterando que, "numa democracia, não é só importante o exercício do poder", há também um papel determinante da oposição, que "deve apontar caminhos" e "alternativas" de governo, neste caso nos concelhos. "É fundamental, e vamos fazê-lo na campanha, olhar para o muito que foi prometido e o muito que não foi concretizado, denunciarmos essas falhas e essa falta de compromisso aos eleitores e apontarmos os novos caminhos de desenvolvimento para este concelho".
"Não vamos prometer mundos e fundos", garantiu Miguel Albuquerque, salientando que, em diálogo com as populações e forças vivas do concelho, o PSD vai apresentar um programa "exequível", para concretizar em quatro anos, que consubtancie uma política verdadeiramente social-democrata, de bem-estar e justiça social para todos os santacruzenses.
Falando com a alma, Roquelino Ornelas reconheceu que os desafios que estão pela fremte são difíceis, mas possíveis de resolver. "A vida deste município não pode cingir-se a finais de mandato", afirmou, sublinhando que as pessoas do concelho e aqueles que o visitam "precisam de qualidade de vida durante todos os dias". Para isso, defendeu, é preciso cinfir-se ao que é "verdadeiramente útil", sem se perder "em acusações vãs e fúteis" relativamente ao que está para trás, recusando-se a entrar num" terrorismo verbal" contra quem esteve anteriormente. "Vamos fazer a diferença também nesta forma de estar, vamos ver como está a câmara e avançar".
Finalizou, recorrendo a um ditado que diz que a política é a arte do possível, mas não será, garantiu, um meio para "o vale tudo". E, citando Machado de Assis, pediu a todos para "que não dêem pernas longas a ideias curtas".
Por seu lado, a presidente da concelhia de Santa Cruz, Vânia Jesus, afirmou que vale a pena acreditar em causas e trabalhar com a determinação de que é possível fazer mais e melhor, saliendo que o PSD irá centrar-se no que é essencial e isso passa por trabalhar com responsabilidade e com seriedade por um projeto alternativo.
Texto e foto: PSD

24 comentários:

Anónimo disse...

O conde do Arco a pensar que vai enganar toda a gente com aquela verborreia de enganar "parolos"! O conde do Arco vai provar em outubro o veneno que andou a distribuir em S. Vicente nas autárquicas de 2013! Vai ser lindo de morrer a rir!

Anónimo disse...

Um homem culto.hi.....hi....hi..........

Anónimo disse...

Acho piada é o Abuquerque ir para Santa Cruz falar no que a Câmara tinha prometido e não fez . Muito mais importantes, não só para os santa cruzenses mas para todos nós, eram as promessas que o Governo Regional fez e que nunca cumpriu. Nem veio o Armas, nem o novo hospital, nem o fim do mnopólio nos portos, nem o avião cargueiro, nem mobilidade nas viagens de avião, etc.

Esse Albuquerque já perdeu a moral para falar e para governar, há muito tempo. Estamos entregues à bicharada. É só populismo.

Anónimo disse...

"Santa Cruz merece um executivo que trabalhe em prol de todos"

E a Madeira merece um executivo que trabalhe em prol de todos os madeirenses e não apenas em prol dos empresários dos hotéis, das empresas de construção, dos monopólios e dos amiguinhos do PSD.

Anónimo disse...

Realmente! "continua a conversa para enganar tolos" Não vale a pena comentar!

O PSD na ganha as eleições por culpa própria!

Anónimo disse...

A Rubina Leal teria sido a candidata certa para garantidamente vencer as eleições em Santa Cruz. Mas o timming não é o certo... O Roquelino é um bom candidato, é popular q.b., mas vai precisar de investir no terreno... Tem de fazer uma campanha próxima da população, apelando ao voto, mas saber lidar com os problemas do anterior executivo do psd na CMSC...
O JPP não será certamente reeleito, mas receio que nenhum partido forme uma maioria com condições de governação... E isso é indesejável para os próximos 4 anos!

Anónimo disse...

Um DATOURE.... Aposentado!!!!

Anónimo disse...

"Não vamos prometer mundos e fundos". Na Ribeira Brava prometeu e não cumpriu, dai o cuidado nas palavras, pois se não prometerem mundos e fundos, o impacto do habitual incumprimento será mais suave!

Anónimo disse...

Um antigo comissario politico de Jardim na RTP/Madeira. Vai levar nas orelhas que até vai rabiar.

Anónimo disse...

Não é muito culto, e cultissimo! Já lhe chamam o Sartre do Caniço

Anónimo disse...

Albuquerque tu não mentes mais vez nenhuma, isso de falar grosso para emocionar parolos acabou. Santa Cruz é terra de dois presidentes de câmara do PSD condenados. Terra dos calotes monstruosos que desterraram a vida de tantos. Acabaram as historietas. PSD RUA !

Anónimo disse...

ai o desespero dos verdinhos

Anónimo disse...

Anónimo das 15:01, de facto há calote e condenações do PSD, mas o que há agora? Mediocridade e falta de criatividade! Ideias de totós que a governar têm a visão de um patrão de tasca. Mais ou menos como a c*g*da (barraca do juventude de gaula) que eles autorizaram na promenade de Santa Cruz. JPP é imagem da simplicidade excessiva que traduz-se em falta de ideias. Um tédio.
Tenho dito.

Anónimo disse...

Este Albuquerque que estava a falar é o Albuquerque do Governo??? hahhahaha. Poupe-nos!!!!

Anónimo disse...

Ai o desespero do PSD e dos renovadinhos, coitados falam de unidade interna, mas perseguem-se dentro do PSD, os candidatos uma nulidade...

Anónimo disse...

Um renovadinho que tb acha que a culpa do marasmo desta e de outras autarquias deve-se aos actuais autarcas, e o PSD o que fez durante 40 anos? Individou a Madeira, colocou um garrote financeiro, para ser para durante mais de cem anos!

Anónimo disse...

Quando se exige aos outros e não se olha a si próprio. Tu e o Sérgio muito prometeram. Roquelino é um bom elemento, pena que o queimaram. Sta Cruz só daqui a oito anos.

Anónimo disse...

Queriam era ter um candidato à altura do Garcês de São Vicente, que tem o Albuquerque na mão e este teve de se agachar e apoiar um independente. Felizmente que o PSD não concorre nesta terra (são Vicente), que já não tem ninguém do PSD que possa fazer frente a um movimento. Os outros partidos zero. Daqui para a frente serão os movimentos populistas e não os partidos que hão-de governar.

Anónimo disse...

Mais vale um Padeiro Dinamico do que um Aposentado Obesso.

Anónimo disse...

Anónimo das 15:47, relativamente à barraca, nunca deveria ser permitido nada ali porque não há condições de higiene, "é uma ameaça para a saúde pública".
Relembro-lhe que, foi o PSD que permitiu tal aberração 3º mundo, chegou a lá estar 3 barracas autorizadas nos mandatos PSD, logo, considero tanto o PSD como o JPP responsáveis.

Anónimo disse...

Independente? Não foi o Miguelito que disse que esse Garcês sempre foi do PSD? E se do PSD fosse diria o que disse na altura.Tenha a certeza daquilo que diz ou então aconselho-o a ler algumas das suas entrevistas. Ganancia é o que o move. Se calhar se continuasse na câmara como funcioná não teria o património que hoje tem.Ele e mais uns tantos.

Anónimo disse...

Só queria saber quem é que vai pagar esses jantares todos, quem será o empresário?

Anónimo disse...

Ao anónimo das 9:56:

O empresário que pagou o jantar não é difícil de adivinhar: foi o dono do terreno (estacionamento) onde montaram a tenda!

Anónimo disse...

O Sr Presidente do GR se quer obra feita em Santa Cruz, que comece pelas que são da sua competência, nomeadamente a miséria em que está o Cais e respectiva estrada e estacionamentos, junto ao aeroporto, bem como dos arcos que sustentam a Via Rápida e a Cabeceira da Pista! Tenha vergonha nessa barba, homem!

Luís Oliveira