segunda-feira, 6 de março de 2017

Afirma deputado Paulo Neves (PSD)


Cabe ao Governo da República
resolver dívida à EEM

O deputado Paulo Neves afirmou hoje que é importante resolver o pagamento à Empresa de Eletricidade da Madeira devido a direitos de passagem, no valor de 60 milhões de euros.
Após uma reunião com o presidente do Conselho de Administração da EEM, que contou também com a presença da deputada Rubina Berardo, Paulo Neves sublinhou que o valor foi pago pela Empresa às Câmaras Municipais pelo direito de passagem, cumprindo a sua obrigação, mas sem ser compensada pelo Governo da República, ao contrário do que acontece ao nível nacional. "As grandes empresas de eletricidade ao nível nacional pagam também às câmaras municipais o direito de passagem, mas depois são ressarcidas por aquilo que pagam", disse.
De acordo com Paulo Neves, "na Madeira isso não tem acontecido porque não há uma legislação que obrigue a se fazer na Madeira aquilo que se faz ao nível nacional", cabendo ao Governo da República assegurar essa situação ao nível do Orçamento do Estado. 
"Os deputados do PSD na Assembleia da República já exigiram ao Governo Central que incorpore na lei do Orçamento do Estado o pagamento desta dívida que já é avaliada em 60 milhões de euros", afirmou. Foi apresentada uma solução, aquando da discussão do Orçamento, para que fosse incluída uma lei que obrigasse a que que a EEM recebesse aquilo a que tem direito, mas os social-democratas não foram acompanhados nem pelo Governo nem pelos partidos que o sustentam.
Paulo Neves sublinhou que é uma "injustiça que uma empresa com a dimensão e com o trabalho da EEM estar sem este dinheiro", lembrando que "só o Governo da República é que pode resolver esta questão".
Os valores em dívida referem-se ao período de 2006 a 2016, sugerindo o deputado que esse pagamento possa ser feito de forma faseada ao longo de 15 anos.
Texto e foto: PSD-M

14 comentários:

Anónimo disse...

Quando é que param com essa cantilena? Mandam vir para que os outros paguem?
Ainda não viram que essa receita acabou em 2012?
O outro também queria isso, os custos são nacionais os benefícios regionais.
Tomem juízo.

Anónimo disse...

Falta na fotografia a srª deputada Sara Madruga! Será verdade que andam os deputados do PSD na República de costas voltadas como dizem as más línguas?

Anónimo disse...

Este Governo da República é um espetáculo, tem de ser Pau para toda a Obra.
É o Hospital, os Incendios, o 20 de Fevereiro, a Mobilidade, o Avião para o Porto Santo, o Cargueiro, o Navio para Lisboa, a RUA BELA S TIAGO, aumento da Pontinha, enfim.... será que falta mais alguma coisa, é só pedir e ainda por cima ser arrogante e malcriado!!!
Quem me dera ter um Pai Destes!! Assim não trabalhava e prometia tudo aos meus filhos.
Haja Paciência!! Autonomia para que nos serve?? ~
Não seria melhor o Governo da República fazer contas e declarar a Madeira Insolvente como acontece a um Particular ou a uma Empresa.
Seria muito mais económico o Governo da República transferir os 250.000 habitantes para o Retangulo e fechar isto tudo.
É preciso ter muita lata no corpo todo, assim até o TI MANEL sozinho governa isto tudo.

Anónimo disse...

E quando è que os funcionarios da EEM passam a pagar energia, tal como os Madeirenses em Geral?
Isso sao mordomias do tempo da outra Senhora.
Ou devem todos os Madeirenses subsidiar a energia dos trabalhadores da EEM?

Anónimo disse...

Oh Paulo desculpa lá, mas costumo dizer aos meus filhos que graça para ter graça, uma vez basta!!!
Então uma divida que segundo a tua mente luminosa se arrasta desde 2006 e o teu Governo chefiado pelo Passos Coelho que destruiu a Classe Média, provocou indiretamente imensos suicidos, fez com que muitas pessoas tivessem de abandonar o lar familiar e emigrar ao desconhecido quando esteve no Poder não resolveu esse assunto e tu agora é que vens reclamar, Santo Deus!!!

Anónimo disse...

Sim, andam, A dita Madruga disse a uma jornalista da nossa praça que era a representante dos deputados do psd-m. Qualquer coisita falassem com ela.

Eu,O Santo disse...

Os deputados do PSD-M defenderem "tubarões" não é coisa que espante ninguém.

Anónimo disse...

Quando se vê estes autonomistas a reclamar da república, tudo e mais alguma coisa, perguntamo-nos : mas afinal para que serve a autonomia, ou melhor, esta autonomia à PSD-M ? Foi um barrete, não foi ?

Anónimo disse...

Se não há lei na Madeira, é porque se calhar tal é competência regional... Espertos de uma ova, querem Autonomia Fiscal, mas não querem assumir que Autonomia implica receitas e despesas!!!

Anónimo disse...

a incompetência é muita nos deputados do PSD na República. A sede de protagonismo também. O trabalho é que é nenhum. Deixem-se de tontices e façam a todos um favor - vão embora! Já ninguém tem paciência para aturar esta corja!

Anónimo disse...

Como é que estes broncos ainda têm a lata de falar na Empresa de Electricidade, uma entidade que vive completamente à margem da lei e conhecida pelas suas prateleiras douradas?

Anónimo disse...

Este fato parece-me estar um pouco (bastante desatualizado), a raparia que aparece na foto tem um ar assim, como posso dizer isto, embora morena, parece mais uma "loura burra"...

Anónimo disse...

60 milhões para pagarem as algas do porto santo, andarem a passear com os carros, deixar os amigos sem pagar as contas de luz, porem postes nos terrenos dos outros, a roubarem as terras para fazer lagoas para o IGA regar os terrenos dos amigos.
Só um tontos e que vão em brincadeiras dessas. Essa administração e o secretário já adviam ser dmitidos á muito tempo. nós pagamos para eles andarem a beber e comer ás nossas custas.

Anónimo disse...

Se algum dia o Ministério Público e a PJ entrar nas instalações da Empresa de Electricidade da Madeira, não sai um único da sede sem ser com algemas!