quinta-feira, 16 de março de 2017

Há salários em atraso




PCP foi ao Curral em defesa dos direitos






Na iniciativa que hoje teve lugar no Curral das Freiras, foram apresentadas as seguintes declarações políticas pelo dirigente do PCP, Alexandre Fernandes.
"Viemos hoje à freguesia do Curral das Freiras no âmbito da campanha 'Mais Direitos, Mais Futuro, Não à Precariedade', denunciar uma situação relativa a salários em atraso.
Esta é uma obra da responsabilidade da Câmara Municipal de Câmara de Lobos, e que consiste na requalificação do centro da freguesia do Curral das Freiras. Tivemos conhecimento que os trabalhadores que aqui estão em funções há cerca de dois meses, ainda não lhes foi pago qualquer valor relativo a salários.
Vamos junto da Câmara Municipal, visto que é a entidade contratante da obra, saber se há alguma responsabilidade por atrasos de transferências de verbas, ou se, por outro lado, a responsabilidade desta situação é do empreiteiro executante da obra.
Esta é uma situação deveras preocupante. Estes trabalhadores estavam em situação de desemprego e viram aqui uma oportunidade de trabalho que lhes iria dar alguma estabilidade. Deste modo, além de constituir uma grave ilegalidade o que se está a passar com estes trabalhadores, os mesmos estão numa situação em que são eles a pagar para trabalhar.
Voltamos ao tempo da escravatura? Esperemos que não!"
Texto e foto: PCP

7 comentários:

Anónimo disse...

O Alexandre foi posto a correr do Departamento de Educação e Qualidade de Vida pela Sra. Iolanda Lucas,actual Diretora de Departamento porque o PCP, e bem, não alinhava com a Mudança

SMS Blogger disse...

Nem os teus direitos não CMF soubeste acautelar

Anónimo disse...

E na Venezuela, camaradas? nem direito a comprar um pão...
E depois andam vocês a tirar fotos com eles.

SMS Blogger disse...

Consta que essa Senhora Iolanda Lucas faz parte do Júri de pelo menos 8 concursos de chefia

Anónimo disse...

Cheira a História mal contada.

Anónimo disse...

Em funções ainda não tem 2 meses?! Então como é que tem salários em atraso??! Quanto muito era um!Sim, anónimo das 18:08, concordo, é história mal contada.

Anónimo disse...

E só tinha um salário em atraso, se começasse a trabalhar a 1 de fevereiro. Senão, começando por exemplo a 12 de fevereiro e ainda sendo meados de março, nem havia sequer um salário em atraso.Enfim, em período de eleições, vale toda e qualquer demagogia.Muito triste.