quarta-feira, 8 de março de 2017

Políticas



Carlos Pereira anda de cabeça perdida

António Sérgio Henriques


O nosso deputado socialista que mais tempo passa em Lisboa do que no Funchal, parece que anda muito afastado da realidade regional.
Vai daí não sabe o baile de bola a que tem deixado os seus colegas no Funchal sujeitos. Colegas que, resignados, já nem têm nada de novo para perguntar.
Todos sabem a porcaria que andam os socialistas a fazer na República, unidos contra a Madeira, e ainda anda ele a tentar convencer alguém que a mobilidade é problema de quem a criou.
Nunca se viajou tanto como agora, nunca se pagou tão pouco como agora e os preços, mesmo nas épocas altas, nunca foram tão baixos como agora. Mas isto é apenas uma das muitas críticas que o deputado lança, achando que é dono da razão.
Mas se quiséssemos saber mais de Carlos Pereira, o justiceiro do partido socialista, então teria que haver alguém que lhe pergunta-se pela sua passagem pela SDM. Sim, ele foi contratado para ser o sucessor da liderança daquela empresa mas ao fim de muito pouco tempo já tinha toda a empresa contra ele. Por que será que isso aconteceu? Não conseguiu, sequer convencer uma única pessoa naquela estrutura.
Mesmo assim saiu-lhe a sorte grande sem ter jogado um cêntimo.
Bastaria que explicasse quanto exigiu de indemnização para de lá sair? Quem lhe entregou essa pipa de massa? Qual foi o meio de pagamento que negociou? E onde se processou essa entrega?
A resposta a estas perguntinhas tiraria o fôlego ao senhor e colocava-o a salivar com mais força. À raiva de cão!!!
Será que ninguém se lembra do que foi o percurso empresarial daquele homem?
Quem não se lembra do projecto inovador que levou uns bons milhões do fundo do Turismo de Portugal para um investimento que se revelou num fiasco?
E como se não bastasse, o dinâmico empresário de então, espalhou a esperança de um mundo melhor pelos Açores, onde ninguém o pode ver, pelos países africanos de língua portuguesa onde não pode voltar e pelo caminho ficaram verdadeiros calotes bem coladinhos ao tecto das viagens que realizou, como magnata dos negócios, somando na praça mais de duas centenas de milhares de euros. 
Mas há mais. Contas para pagar não lhe faltam. A esperteza deu-lhe para justificar que ele é ele e a empresa falida por ela é outra coisa e que as dívidas são com essa empresa.
Democrata e basta! Assim é que é! Espalhar a moral e fazer o mal, este é o lema de quem já percebeu que o chão fugiu por estas bandas.

7 comentários:

Anónimo disse...

Oh senhor António Sérgio Henriques "alguém que lhe pergunta-se" ? Não será "alguém que lhe perguntasse" ?

Anónimo disse...

Este homem N presta pra nada, é um bailarino sem música !!!
Mais tarde ou mais cedo, tudo se descobre.
Pra mim, é o deputado da meia dose!

Anónimo disse...

Contra os PSD andam os renovadinhos a fazer de tudo para exterminá-lo de vez e à laia do sebastianismo criar-se o mito de alguém que surja como
salvador do PSD e da Madeira. Quem será mas quem será?

Anónimo disse...

Os renovadinhos não param de bater forte no Carlos Pereira, estão com um medo enorme de perder o tachinho daqui a 2 anos, e vão perder, é por isto que eziste este nervosismo, hora Carlos Pereira hora Cafofo, a vossa estratégia não vai resultar.
Enquanto isso nao se critica o descalabro que é a governação do dono de vocês,
O Miguel Albuquerque é uma desgraça como presidente é uma grande desilusão sobretudo para os militantes.
Esta é a verdade.

Anónimo disse...

O Renovadinhos é só elogios ao ex secretario da Agricultura. Porque será?

Anónimo disse...

Não vá por aí, caro amigo. Frio muito frio.

Anónimo disse...

Os Cafofianos mais o Blocoguida não largam o Carlos Pereira, têm inveja das suas qualidades. O Fofo ainda vai ter que comer muito milho para chegar aos chinelos do C. Pereira.