terça-feira, 7 de março de 2017

Opinião


A (in)dependência de Paulo Cafôfo
…no congresso do PS







Mariana Velosa


Então o independente Paulo Cafôfo foi ao congresso autárquico do PS e está na linha da frente? 
E depois? Vai ao congresso do BE? E ao do PAN? Afinal Paulo Cafôfo é Independente ou Dependente?
Muitos são aqueles que à sombra da autoproclamada independência fazem pactos com Deus e com o Diabo só para chegarem onde querem: ao Poder. Mas, atenção, sempre com aura de independentes, para depois aparecerem em congressos partidários, como se isso fosse a coisa mais natural.
O presidente da Câmara do Funchal, Paulo Cafôfo, é mais um independente encapotado e dissimulado, que vai utilizando a estratégia da independência para manipular o eleitorado.
É preciso clarificar o estatuto de independente. É preciso clarificar as condições de elegibilidade de candidatos ao abrigo da condição de independentes.
Porque na maioria das vezes temos os ambiciosos, os ressabiados, os excluídos, os derrotados que se aproveitam do rótulo de independentes para chegarem ao poder. São Independentes na véspera e Dependentes a posteriori.
O caso de Paulo Cafôfo é gritante. A posteriori é dependente face a poderes. É dependente face aos poderes económicos. É dependente face à comunicação social.
O presidente e candidato à CMF faz a dança do ventre e vai deixando rabos-de-palha por todo o lado.
a)    Está fortemente ligado ao PS, tendo o apoio incondicional de António Costa (para grande dor de cabeça de Carlos Pereira) e aparecendo em congressos deste partido.
b)    Sucumbe aos interesses das grandes empresas com um servilismo que só se explica pela sua ambição desmedida e pela necessidade de assegurar o futuro caso estas autárquicas não corram muito bem.
c)    Compra os aplausos da comunicação social e o silêncio nos casos mais bicudos, porque aprendeu rapidamente que mais vale pagar PUB do que andar a levar no nariz todos os dias.
Depois da experiência Cafôfo… Depois da experiência dos ‘Verdes’ que prometeram jamais ser poder político na assembleia e já lá estão sentados também…
As pessoas preferem um político que assuma que está ligado a um partido, do que farsantes de feiras itinerárias, independentes dissimulados e manipuladores.

11 comentários:

Anónimo disse...

A inveja é um sentimento muito feio Rubina.

Anónimo disse...

A verdade é como o azeite, vem sempre ao de cima! O sr. cafôfo é dependente do PS e se ganhar as autárquicas (Deus nos livre) vai correr com Carlos Pereira, e vai ser o próximo líder socialista! Foi por isso que em Maio de 2014 deu o golpe e correu com os vereadores independentes Gi Canha, Edgar Silva e Filipa Jardim Fernandes! Mas o eleitorado do Funchal não irá esquecer este golpe palaciano cozinhado pelos sousas e o sr. victor freitas! Outubro está cada vez mais próximo.

Anónimo disse...

"Cafofo-o candidato dos Grandes Empresários".
Será este o novo slogan que o Carlos Pereira vai mandar por nas estradas

Anónimo disse...

Está na moda os "independentes" irem a congressos partidários. Só não são independentes nas decisões que tomam.

Anónimo disse...

Pelo poder, o sr. Fofo até se torna Miss Partido Socialista Internacional

Mundo Livre disse...

Sra Mariana Velosa,
Provavelmente você teve algum trabalho compor este texto todo xpto, mas esqueceu-se de uma coisa fundamental, o seu conteúdo, a ecencia do texto a verdade dos factos.
Para criticar, convém fazer uma pequena pesquisa, por exemplo ir o facebook do PS, e ver a intervenção em questão na intriga...
O Cafofo não liderou um movimento independente, por isso não pode ser chamado como tal, (ao fim e ao cabo diga-me de sua justiça quem é independente na política?) ele liderou uma coligação composta por partidos com o nome de "Mudança", por ele não ser filiado no PS, pode ser militante do ideal socialista, como muitas pessoas e defendê-lo em público, qual é o mal?
Este seu texto teria sentido na altura do cogressozinho do seu partido e que esteve lá presente a participar no trabalhos o Garcês de São Vicente, esse sim dizia-se independente, esse sim merece ser criticado porque primeiro traiu o seu partido e os seus militantes e depois num volte face inexplicável ou talvez oportunista, está de regresso ao ppd...
Mas Mariana, na farmácia existe pastilhas para essa azia.

Anónimo disse...

Credo, tanta azia.Até parece que não há independentes nos outros partidos...que vão a congressos e afins.
Uma dúvida: qual é o político que não quer ir para o poder?

Anónimo disse...

O Cafofo foi criado no laboratório de ideias do PS, só que a cria vai comer o criador. Um clássico de filmes de terror.

Anónimo disse...

Eu votei Cafofo e voltaria a votar. Mas se ele põe o Sérgio Abreu que está na frente mar a aterrorizar toda a gente na Assembleia Municipal perde o meu voto.
Se alguém tem dúvidas disso perguntem ao Bruno Caldeira, próximo presidente da empresa

Anónimo disse...

Cafôfo está a condicionar o futuro do PSD no governo da região. Rubina Leal ainda não é candidata porque melhor ser secretária regional do que vereadora na oposição....depois de se candidatar não pode recuar...

Anónimo disse...

Se Rubina perder, já tem o lugar de eurodeputada garantido. Não se preocupe com ela.
O problema é que ela pode ganhar.